The Fortune 2016 Global 500 - Top 11 - Berkshire Hathaway

The Fortune 2016 Global 500 - Top 11 - Berkshire Hathaway















Berkshire Hathaway, a companhia de seguros e de investimento de Warren Buffett, completou uma aquisição de US$ 32 bilhões no início de 2016. Foi localizado na lista em décimo primeiro lugar, com uma receita de US$ 210.821 milhões.

A empresa utilizada para gerar a maior parte da renda de Buffett trabalha seus investimentos com maestria . Mas no início de 2016, a Berkshire completou a aquisição da Precision Castparts com US$ 32 bilhões, o que contribui para que a Berkshire agora fosse dona de dezenas de Fruit of the Loomcomo a companhia de seguros de carro Geico, a desgastante fabricante de Fruit of the Loom, e a gigantesca ferrovia Burlington Northern.

A empresa também possui, juntamente com sua empresa de private equity 3G, uma fatia considerável da gigante de alimentos Kraft Heinz. Sim a Berkshire agora gera quase três quartos de sua receita de forma não-financeira. Apesar de manter os investimentos no mercado de ações como IBM e American Express.


Referências: 



brazilsalesforceeffectiveness@gmail.com

✔ Brazil SFE®Author´s Profile  Google+   Author´s Professional Profile   Pinterest   Author´s Tweets

The Fortune 2016 Global 500 - Top 12 - McKesson

The Fortune 2016 Global 500 - Top 12 - McKesson















McKesson, a maior distribuidora farmacêutica nos EUA, registrou a receita de US$ 192.487Após anos de forte crescimento nas vendas graças a inflação dos preços dos medicamentos genéricos, deverá abrandar e cortar o crescimento global da receita da empresa este ano.

A McKesson recentemente perdeu um punhado de clientes, podendo potencialmente perder mais de US$ 13 bilhões de receita até 2018, quando (ou se) Rite Aid for adquirida pela Walgreens. Sua gestão tem trabalhado forte numa série de manobras para diminuir esses golpes, incluindo a aquisição de empresas estratégicas para substituir negócios perdidos e implementar um plano de reestruturação que gere cerca de US$ 180 milhões em economia fiscal este ano.


Referências: 



brazilsalesforceeffectiveness@gmail.com

✔ Brazil SFE®Author´s Profile  Google+   Author´s Professional Profile   Pinterest   Author´s Tweets

The Fortune 2016 Global 500 - Top 13 - Samsung Electronics

The Fortune 2016 Global 500 - Top 13 - Samsung Electronics















De acordo com a Fortune, 2015 foi uma época terrível para a unidade da Samsung Electronics. As vendas de Galaxy S6 cairam, fazendo com que o lucro caísse 24,6% no ano. Sua receita total foi de US$ 177.440.

Foi um ano terrível para a unidade de smartphones da Samsung, este de 2015, embora a dor comece a diminuir. As vendas de telefone do Galaxy S6 emblematicamente diminuíram, fazendo com que os lucros fizessem o mesmo. O iPhone 6 e 6S da Apple, também não foram ajudados, o que finalmente fez perceber que os compradores de smartphones ansiava por telas maiores, eliminando uma das principais vantagens da Samsung. Mas nos cinzas da falha do S6, a Samsung encontrou as sementes para um S7 mais bem sucedido. Neste modelo de 2016, a Samsung reviveu sua estratégia de apelar para um público geek com um slot de memória removível, impermeabilização e  o carregamento sem fio.

Referências: 



brazilsalesforceeffectiveness@gmail.com

✔ Brazil SFE®Author´s Profile  Google+   Author´s Professional Profile   Pinterest   Author´s Tweets

The Fortune 2016 Global 500 - Top 14 - Glencore

The Fortune 2016 Global 500 - Top 14 - Glencore



A turbulência nos mercados de matérias-primas e energia abalaram a Glencore, a maior empresa suíça de commodities e de mineração em todo o mundo, que viu queda de receita de 23% em 2015. De acordo com a Fortune, sua receita foi de US$ 170.497 bilhões.Uma perda líquida de quase US$ 5 bilhões, devido a um colapso dos preços das commodities em meio a demanda reduzida. Durante a última década, a empresa suíça capitalizou boom de construção da China, mas nos últimos anos a demanda da China para a importações de carvão diminuiu enquanto o crescimento econômico abrandou. Além da perda de US$ 5 bilhões da Glencore, os gigantes de commodities também estão sobrecarregados com uma dívida de US$ 26 bilhões e têm olhando como cortar custos de produção em 2016.


Referências: 



brazilsalesforceeffectiveness@gmail.com

✔ Brazil SFE®Author´s Profile  Google+   Author´s Professional Profile   Pinterest   Author´s Tweets

The Fortune 2016 Global 500 - Top 15 - ICBC - Industrial & Commercial Bank of China

The Fortune 2016 Global 500 - Top 15 - ICBC - Industrial & Commercial Bank of China



O Industrial & Commercial Bank of China - ICBC - Banco da Indústria e Comércio da China - é uma estatal que teve um papel importante na economia da China e tem pesado papel nos empréstimos para a fabricação e transporte durante o boom da construção. Registrou receita de US$ 167.227 milhões.

Como o maior banco comercial do mundo em ativos, esta força financeira global tem sido um jogador-chave na economia global nas últimas três décadas. A antiga empresa estatal de 32 anos teve um papel importante na ascensão da economia da China e fez empréstimos pesados para os setores de fabricação e transporte durante o seu boom de construção. Mas à medida que a economia da China começou a desacelerar, os investidores estão preocupados que os números de crescimento da China que foram aumentado rapidamente, acrescentando uma carga de dívida ao país. O ICBC também foi à procura de oportunidades de negócios internacionais e estabeleceu um escritório em Nova York e ampliou agressivamente sua expansão na Austrália, em uma tentativa de abrir as estradas para as empresas chinesas que desejam entrar em mercados estrangeiros.


Referências: 



brazilsalesforceeffectiveness@gmail.com

✔ Brazil SFE®Author´s Profile  Google+   Author´s Professional Profile   Pinterest   Author´s Tweets

The Fortune 2016 Global 500 - Top 16 - Daimler

The Fortune 2016 Global 500 - Top 16 - Daimler















Daimler, fabricante da Mercedes-Benz está classificada em 16º lugar na lista Fortune 500 de 2016, com uma receita de US$ 165.800 milhões.

Daimler juntou-se a Google, Audi, Tesla, e a Ford na corrida para desenvolver veículos autônomos. E em março de 2016, no serviço de procura Uber fez uma encomenda de 100.000 veículos Mercedes S-Class.

O segundo maior fabricante de automóveis da Alemanha também está investindo pesadamente nas instalações de produção de baterias de íon de lítio num esforço para expandir suas ofertas de carros híbridos e elétricos.


Referências: 



brazilsalesforceeffectiveness@gmail.com

✔ Brazil SFE®Author´s Profile  Google+   Author´s Professional Profile   Pinterest   Author´s Tweets

The Fortune 2016 Global 500 - Top 17 - UnitedHealth Group

The Fortune 2016 Global 500 - Top 17 - UnitedHealth Group















UnitedHealth Group, maior seguradora de saúde dos Estados Unidos, teve um ano notável. Apenas algumas semanas após a sua inclusão no Fortune 500 do ano passado e a empresa deixou o maior grupo de comércio da indústria dos Estados Unidos, a Health Insurance Plans (AHIP), afirmando que a associação tinha adotado uma estratégia que não se encaixava com a UnitedHealth Group e sua carteira diversificada. Recentemente, a empresa anunciou que estaria deixando a maioria dos marketplaces estaduais de seguros individuais graças ao Obamacare. Isso faz sentido, dado seu tamanho e o alcance dos seus negócios - UnitedHealth tem mais de 100 milhões de clientes globais. A seguradora também tem crescido sua plataforma de serviços de saúde Optum e os benefícios nos PDVs com o OptumRx, bem como um recente acordo de distribuição de medicamentos com a rede de farmácias Walgreens que posicionará a UnitedHealth como uma concorrente do CVS Health e Express Scripts.

Referências: 



brazilsalesforceeffectiveness@gmail.com

✔ Brazil SFE®Author´s Profile  Google+   Author´s Professional Profile   Pinterest   Author´s Tweets

Vitrine

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...