Pontos Altos - EvaluatePharma® World Preview 2015, Outlook to 2020

Pontos Altos - EvaluatePharma® World Preview 2015, Outlook to 2020




Esta oitava edição mundial do EvaluatePharma® reúne muitas análises que podem fornecer insights de alto nível, a partir dos mercados financeiros mundiais, bem como o desempenho esperado da indústria entre 2015 e 2020. Através de uma base de cobertura mundial de 5.000 empresas farmacêuticas e de biotecnológicas, o EvaluatePharma® World Preview 2015 destaca as tendências de vendas por prescrição de medicamentospatentes sob riscogastos com R & Dmarcas globais de venda, além do desempenho do mercado por classe de terapêutica. Além de uma breve revisão da performance de 2014.




Desde 20 anos atrás, em 1996, a EvaluatePharma® vem fornecendo aos tomadores de decisão sêniores dentro da indústria farmacêutica, serve como modelo essencial  para a indústria farmacêutica, destacando o ponto de vista dos mercados financeiros do mundo.

O que EvaluatePharma® busca é traçar uma perspectiva do mercado mais influente, exibindo o consenso das expectativas que influenciarão as ações das empresas de avaliações do mercado. É importante perceber, que as previsões dos analistas de ações revelaram suas perspectivas no desempenho de empresas individuais, as tendências da indústria, além do comportamento da macro economia e do meio ambiente.


EvaluatePharma® buscou capturar as previsões em consenso entre os analistas financeiros, perfeitamente integrado com os resultados históricos, conforme relatado pelas empresas. A partir desta visão abrangente da indústria, seu passado, e seu desempenho futuro, podem ser analisados ​​usando a EvaluatePharma®. As análises vão desde tendências do mercado, visões terapêuticas gerais  e o desempenho das empresas individuais, além de manter um olhar no progresso de certos produtos.


Seja qual for o seu ponto de vista sobre o futuro da indústria, EvaluatePharma® será um guia essencial no setor farmacêutico e biotecnológico.


Se havia alguma dúvida de que a indústria farmacêutica estaria entrando em um período de crescimento sustentável, esta postura deveria ser colocada para descansar após este World Preview 2015, que vem mostrando como as vendas de medicamentos por prescrição estão estabilizadas para avançar em quase 5% ao ano até 2020.


A confiança continua a ser impulsionada no setor por uma série de fundamentos positivos, incluindo o recente aumento na produtividade de P&D, o que resultou em um grande aumento na aprovação de medicamentos, além do surgimento de novos medicamentos, como franquia Sovaldi da Gilead. Também há uma excitação em torno dos novos produtos, incluindo a Merck & Co da KeytrudaOpdivo da Bristol-Myers Squibb e antiPCSK9s da Amgen e Sanofi, os quais devem garantir a contínua impulsão das vendas.


O efeito Sovaldi
Enquanto algumas coisas estão mudando na indústria, outras permanecem as mesmas. O forte foco em oncologia tem ajudado a Novartis a manter sua coroa como a empresa farmacêutica número um em termos de vendas através de prescrição. Mais interessante, no entanto, tem sido o aumento das especialidades Big Biotech e Big Pharma nas fileiras dos grandes jogadores da indústria.



Actavis catapultou-se para o 8º lugar este ano, inteiramente graças as suas aquisições da Allergan e da Forest Laboratories, as quais continuam imbuídos a impulsionar as vendas para US $ 28.4b em 2020. A Celgene fez sua estréia no Top 20 este ano, em parte graças às fortes vendas de Revlimid, uma droga que agora está prevista para ser o segundo maior produto de venda em 2020, depois da indústria stalwart HumiraCelgene está agora muito próxima da Bayer e Eli Lilly em termos de vendas globais de prescrição, um feito que muitos teriam considerado impossível há apenas alguns anos atrás.

A presença da Gilead no top 10 é agora menos surpreendente, sendo alavancada pela hepatite C, tornando-se uma importante vaca leiteira. Quando a Gilead apostou seus US $ 11 bilhões afirmando ser essencialmente uma empresa de um fármaco com a compra da Pharmasset, havia a preocupação de que tinha sido excessiva. Mas quase quatro anos depois, com a adição de Harvoni no ano passado, a decisão da Gilead parece ter sido genial. As franquias têm contribuído significativamente para o aumento de 7,2% nos EUA, que gastaram cerca de US $ 290.7b em medicamentos entre 2013 e 2014.


Aprovações - Está cada vez melhor

De forma encorajadora para os desenvolvedores de medicamentos, apesar do aumento do número de medicamentos aprovados, 35 em 2013, a qualidade dos novos medicamentos não diminuíram. Oito dos dez novos medicamentos aprovados em 2014 estão previstos para venderem mais de US $ 1 bilhão, cinco anos após lançamento. Este salto na produtividade curiosamente vem em um momento em que o gasto com I & D continua a ser acompanhado de perto por grandes grupos farmacêuticos.

Moléculas - é preciso pensar grande

Apesar do destacado sucesso da franquia Sovaldi, dos quatro primeiros mais valiosos produtos de I & D em pequenas moléculas, incluindo a tripla combinação da Gilead e a LCZ696 da Novartis, a indústria como um todo, tem previsão de aproveitar os benefícios da transição para os medicamentos biológicas.


A contribuição global das vendas dos medicamentos biológicos está previsto para saltar de 23% em 2014 para 27% em 2020. Mesmo apesar de alguns reveses com certos medicamentos biológicos aprovados.


Anteriormente, estes fármacos tradicionalmente gozavam de maior proteção das patentes do que os seus pequenos parentes,as moléculas, mas a paisagem está mudando com a aprovação neste ano do primeiro biosimilar americano.


Zarxio deu luz verde em março, mas ainda precisa fazê-lo nas farmácias, graças aos contínuos desafios da Amgen. A indústria, além dos peritos jurídicos, acreditam que o trâmite de uma via legal, próxima de um legislação perfeita, especificamente para os biosimilares americanos, levaria vários meses ou mesmo anos.


Dadas as disputas legais destinadas a ocorrer com os biosimilares, e os problemas não resolvidos em torno da substituição, análises continuam a mostrar que o impacto dos produtos de marca serão muito mais suaves do que o de pequenas moléculas de genéricos. Isso significa que produtos biológicos continuam a ser um espaço muito atraente para os desenvolvedores de drogas.


Perspectiva futura

A indústria farmacêutica e de biotecnologia parecem estar em muito boa forma, apesar do precipício das patentes continuar aparecendo firmemente no espelho retrovisor, e as coisas estão ao menos se movendo na direção certa.


As únicas nuvens atualmente no que parece ser um horizonte ensolarado para a indústria farmacêutica e de biotecnologia, são os preços globais e o acesso aos mercados. Com muitos prevendo que pela primeira vez a indústria pode produzir uma série de "curas" reais para doenças anteriormente intratáveis, é claro que essas drogas inovadoras terão um preço. O que também expõe a clara e crescente relutância dos governos e planos de saúde privados em financiar tratamentos com medicamentos muito caros. 


Alguns têm se  perguntado se estamos vendo o fim da liberdade de preços nos EUA. Explico: Recente pressão das seguradoras de saúde nos EUA tem visto seus preços perderem terreno tanto nos medicamentos para diabetes, quanto para doenças respiratórias, tanto com GlaxoSmithKline e Sanofi relatam sucessos de reembolso. a Gilead também tem visto seguradoras cortar o montante que estão dispostos a pagar por seu pioneirismo com os medicamento contra a hepatite C


Se a indústria desejar manter esse impressionante crescimento experimentado ao longo dos últimos 2 anos, além do que está previsto ocorrer nos próximos 4 anos, precisará aceitar preços mais baixos para os seus produtos, e persuadir positivamente que seus produtos realmente são mudanças no jogo real e seus benefícios compensam os custos da doença.




Uma cópia do relatório completo pode ser baixado aqui

Please connect with me - I'm always happy to befriend.
(Caso queira conectar-se comigo, estou sempre feliz em ajudar.)

Vitrine

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...